Cid Campos

O aluno egresso do curso de Agronomia da Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) Cid Campos foi aprovado recentemente no mestrado em Ciência do Solo na Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” – UNESP, Campus de Jaboticabal. O projeto de Cid será na área da fertilidade do solo com a cultura de cana de açúcar.

Além da aprovação no mestrado o aluno ganhou uma bolsa da própria universidade. Foram 15 vagas para o mestrado, mas apenas 4 alunos contemplados com bolsas. As aulas terão início em agosto. “Foi uma conquista, uma recompensa de tudo que fiz durante a graduação. Fiquei surpreso pela minha colocação, fiquei entre os primeiros e acabei ganhando a bolsa”, disse o estudante.

Durante a graduação na FESP Cid desenvolveu diversos projetos científicos que garantiram a ele um bom currículo em pesquisa acadêmica um dos pontos principais para a aprovação no mestrado. O estudante lembra sua trajetória universitária como monitor da disciplina de Solos I com o professor Eduardo Collares. Projetos na área de qualidade do leite foram desenvolvidos com o professor Ricardo Godinho, com o qual também participou de um grupo de estudos e práticas do Agronegócio (GEAPASSOS).

Atualmente Cid é também estagiário no Instituto Agronômico de Campinas, na área de fertilidade dos solos, com a participação em diversos trabalhos na área de macro e micronutrientes em diversas culturas.

O estudante destaca que a área da fertilidade do solo é de grande importância na agricultura com a incessante busca por altas produtividades, uso adequado e sustentável de fertilizantes, quantidades ideais exigidas pelas culturas, fatores ligados a disponibilidades e mobilidades de nutrientes, métodos de aplicações de fertilizantes. “Estes são apenas alguns motivos que nos mostra o quanto é importante estudar esta área tão fascinante da Ciência do Solo”, destaca Cid.

Satisfeito com a conquista do mestrado o aluno também frisou a importância dos conhecimentos adquiridos na FESP. “Foi de grande relevância todos os estágios, monitoria e projetos de iniciação científica que a FESP e os professores me proporcionaram, pois deste modo pude aprender a conduzir experimentos, escrever projetos, trabalhar em equipe, obter conhecimentos técnicos, apresentar seminários, falar em público, ter contato com pesquisadores e professores. Creio que todos estes pontos contribuíram e muito para minha aprovação no mestrado”, conclui.

Fonte: Agência Escola



Subsecretario de Ensino Superior de Minas Gerais - Fabio Pimenta Esper Kallas, Subsecretaria de Política Urbana Renato Barbosa de Andrade, Secretário Adjunto Alencar Santos Viana, Diretoria de Planejamento Regional Weslley Antônio T.M. Cantelmo

O presidente do Conselho Curador da FESP e subsecretario de Ensino Superior de Minas Gerais Fabio Kallas esteve nesta quarta-feira (15) na Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional e Política Urbana (Sedru) em visita ao subsecretário de Política Urbana, Renato Andrade.

O objetivo da reunião foi a entrega de proposta da FESP para concorrer em edital da SEDRU para realização do Plano Estratégico de instalação de empreendimentos nas regiões de Salinas, Grão Mogol e Janaúba/MG.

Durante a reunião, a FESP foi elogiada pela equipe técnica da SEDRU, pelo serviço desenvolvido em 2008, para viabilização dos planos diretores e revisões das cidades da AMEG - trabalho com enorme competência e entregue em prazo.

A FESP já realiza diversos projetos de prestação de serviços no planejamento urbano de cidades da região, através dos cursos de Engenharia Civil, Ambiental e outros.

Todos da equipe demonstraram que estão muito satisfeitos com a apresentação da proposta da FESP por saberem que estão recebendo de uma instituição que tem competência e responsabilidade com os trabalhos assumidos.

O processo depende de licitação, portanto será avaliada a proposta de melhor valor. "Eu entrego esta proposta com a certeza de que se escolhidos, estaremos desenvolvendo um trabalho de qualidade, dentro do que o Governo de Minas, através da SEDRU, espera e no prazo desejado", afirma Fabio Kallas.

"Eu tenho certeza de que com esta proposta a FESP poderá cumprir completamente as exigências do EDITAL lançado pela SEDRU e teremos um resultado de grande qualidade, além de beneficiar os profissionais de nossa cidade com recursos para desenvolverem este trabalho", afirma Renato Andrade.

Fonte: Agência Escola



Ciclistas na V FESP Mountain Bike

O V FESP Mountain Bike realizado pela Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) no último domingo (12) no Centro Integrado de Recreação e Esportes (CIRE-FESP) reuniu ciclistas de diversas localidades e de diferentes idades. A competição transcorreu num clima descontraído e diversas pessoas prestigiaram o evento já que o CIRE é um lugar agradável para passar o fim de semana.

Esse ano a competição recebeu um comissário da Federação Mineira de Ciclismo para avaliar a prova com o intuito de que no ano que vem a prova se torne uma competição da Federação Mineira. “Enviamos um oficio à federação com filmagens, fotos, falando como é o nosso evento e houve o interesse de um comissário avaliar nossa competição in loco”, comentou o coordenador de eventos do curso de Educação Física professor Marcelo Campos Machado.

Um dos organizadores do evento e também ciclista, Sérgio Henrique Machado, comentou que a o FESP Moutain Bike teve diversos diferenciais. Segundo Sérgio a organização da prova procurou agradar a todos os ciclistas. “Foi uma prova de Cross Country Olímpico, a pista é uma pista como poucas que a gente vê. O ciclismo exige treinamento e é preciso aperfeiçoar a técnica e ter condição física para participar de uma prova como essa. As competições e principalmente o FESP Moutain Bike é um verdadeiro calmante. Além do benefício que a atividade física traz é algo que descansa o corpo e a mente”, disse Sérgio.

O professor do curso de Educação Física e também um dos organizadores do evento, Cláudio Augusto Dias, destacou a importância da integração entre alunos e professores do curso e a participação do público presente. Para ele a boa estrutura oferecida e a segurança com a ajuda do Corpo de Bombeiros e um médico ortopedista fazem com que a prova tenha sucesso. “O lugar é maravilhoso, temos água farta, sombra farta, estacionamento para as pessoas que vem apreciar o evento. O percurso é puro ciclo track no meio da mata. É uma delicia!”, disse Cláudio.

Foram diversas as categorias. Todos os atletas receberam um kit contendo squeeze, camiseta do evento e frutas.

O primeiro, segundo e terceiro lugar receberam premiação em dinheiro e todos os cinco primeiros de cada categoria receberam troféu. Na categoria Elite o primeiro lugar recebeu R$ 400, o segundo R$ 300 e o terceiro R$ 200. Nas demais o primeiro recebeu R$ 200, o segundo R$ 150 e o terceiro R$ 100. Foram três largadas: uma às 8h15, outra às 9h30 e outra às 11h.

 

Fonte: Agência Escola



Profº Fábio Kallas, Helvio Maia e Cláudia Arouca

A noite de lançamento do livro “A realidade pública do esporte nos municípios da região médio Rio Grande do Estado de Minas Gerais” que aconteceu na última quinta-feira (9) no Auditório do Bloco 1 (Prédio Principal) foi um sucesso de público com a presença de diversas autoridades e estudantes da FESP. O evento contou com a presença do presidente do Conselho Curador da FESP, professor Fábio Pimenta Esper Kallas e representantes da Associação dos Municípios da Microrregião do Médio Rio Grande (AMEG). O livro é o resultado da pesquisa homônima que apresenta alguns apontamentos referentes à realidade da gestão esportiva nos municípios da AMEG. A pesquisa foi realizada em um convênio entre o Ministério do Esporte, por meio da Secretaria Nacional de Desenvolvimento de Esporte e de Lazer, com a FESP através do curso de Educação Física. O convênio aconteceu mediante uma chamada pública para fomento de pesquisas a serem desenvolvidas na Rede CEDES (Centro de Desenvolvimento do Esporte e do Lazer). Foram impressos mil exemplares do livro e a obra será enviado ao Ministério do Esporte e a órgãos da área do esporte.

Assinam a pesquisa os professores Claudia Arouca Queiroz, Liane Mendes Santos e Marcelo Campos Machado. Os estudantes que participaram da pesquisa são Marlean Kelli Aparecida Silveira e Walquiria Paiva Costa, ambas do curso de Educação Física, Miriele Gracini, do curso de Serviço Social e Victor Henrique dos Reis, do curso de Sistemas de Informação.

De acordo com a coordenadora do curso de Educação Física e pesquisadora Claudia Arouca Queiroz, o objetivo geral foi traçar um panorama do desenvolvimento das políticas públicas para o esporte e lazer e a abrangência dos projetos e ações de incentivo às práticas esportivas, por parte dos gestores da AMEG, com vistas ao esclarecimento público da realidade da gestão esportiva na região. “Programas de políticas públicas de esporte têm sido objeto de várias pesquisas, buscando atender a uma demanda da sociedade, quanto à necessidade de atividades esportivas e de lazer para o tempo livre da população urbana. O ócio nas cidades é resultado de uma nova configuração do trabalho na reestruturação do capitalismo, em que cada vez mais o tempo é controlado pelas necessidades do mercado, motivo pelo qual vêm sendo geradas mudanças culturais na população. Como conseqüência, o esporte vem ganhando um novo papel na organização pública, ao relacionar-se com o bem-estar das populações. As políticas públicas esportivas, para atingir os diversos segmentos sociais, devem primar pela distribuição democrática dos recursos existentes, incorporando à dinâmica da cidade as práticas corporais e esportivas como direito assegurado de afirmação cultural e de cidadania”, explica Claudia.

As fontes de informação da pesquisa foram os próprios gestores esportivos municipais da AMEG, por meio de questionário próprio, fazendo as indicações de locais em que as políticas públicas efetivamente aconteceriam, para que os pesquisadores coletassem outras informações pertinentes ao tema central, como visual, por exemplo.

Fonte: Agência Escola



A Fundação de Ensino Superior de Passos (FESP/UEMG) realiza neste domingo o V FESP Mountain Bike, um evento ciclístico organizado pelo curso de Educação Física. Sucesso entre os esportistas adeptos desta modalidade o Mountain Bike será realizado no Centro Integrado de Recreação e Esportes (CIRE/FESP) a partir das 8h.

As participações acontecem em diversas categorias abrangendo um público de diferentes idades. Para quem ainda não se inscreveu há ainda a opção de fazer as inscrições no sábado e no domingo no local do evento, com a taxa no valor de R$ 35. As categorias sub 11 e sub 13 são isentas da taxa de inscrição. Todos os atletas receberão um kit contendo squeeze, camiseta do evento e frutas.

O primeiro, segundo e terceiro lugar recebem premiação em dinheiro e todos os cinco primeiros de cada categoria receberão troféu. Na categoria Elite o primeiro lugar recebe R$ 400, o segundo R$300 e o terceiro R$ 200. Nas demais o primeiro recebe R$ 200, o segundo R$ 150 e o terceiro R$ 100. Serão três largadas: uma às 8h15, outra às 9h30 e outra às 11h. A premiação está programada para as 13h.

Conforme informou o coordenador de eventos do curso de Educação Física da FESP, professor Marcelo Campos Machado este ano o evento está superando todas as expectativas com uma média de inscritos de 200 participantes. Ele destaca que a estrutura do CIRE-FESP contribui para a realização da prova. Para quem quer assistir a competição o evento é aberto ao público e é uma boa opção de programa de domingo, já que o CIRE é um lugar agradável com natureza exuberante e muito amplo. “No CIRE, ao contrário de outras competições de Mountain Bike é possível o público presenciar toda a competição. Em outras competições o público consegue assistir apenas uma parte da prova. O FESP Mountain Bike se concentra em único lugar com o percurso montado no CIRE e em suas adjacências onde há uma área verde muito extensa”, disse o professor Marcelo.

Marcelo lembra ainda da importância do evento para os acadêmicos de Educação Física e a importância do ciclismo como uma atividade física aeróbica que tem conquistado muitos praticantes. “Os acadêmicos se deslocam da sala de aula para um evento real e colocam o conhecimento adquirido em prática. O ciclismo é uma atividade física importante e lembramos que para este tipo de prova são necessários equipamentos de proteção – capacetes, cotoveleiras e joelheiras – que devem ser levados por cada participante. O ciclista só participa da competição se estiver usando os equipamentos de proteção, o que já é previsto no regulamento”.

O Mountain Bike tem o apoio do Sicoob Crediacip, do Grupo RVM Posto 2001 e da Prefeitura de Passos. O endereço do CIRE-FESP é rua Colorado, 700 no bairro Eldorado. O regulamento completo está disponível no site da FESP (www.fespmg.edu.br), onde também há fotos do local e outras informações importantes.

Fonte: Agência Escola



Notícias por ANO e MÊS

Calendário de Noticias e Eventos

<<  dezembro 2020  >>
seteququsedo
30123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031123
45678910